Via Sacra – “Aos olhares de Maria”

nossa-senhora-das-dores

PRIMEIRA ESTAÇÃO: MEU MENINO JESUS É CONDENADO A MORTE

Maria: Era noite e caminhávamos. O cansaço da caminhada parecia aumentar o peso da barriga, mas não importava. Eu carregava no ventre não somente uma vida, mas a Vida do mundo. E eis que chega o momento, nasce a luz da luz. O caminho, a verdade e a vida.
Nesta noite, o peso aumenta e importa. Como a vida pode ser condenada à morte? Como ouvir seu último choro sem lembrar do primeiro na manjedoura em Belém? Meu filho, meu menino, é entregue nas mãos dos homens.

Rogo por todos que sofre julgamentos errados e caluniados;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

SEGUNDA ESTAÇÃO: ENTREGAM A CRUZ A MEU FILHO

Maria: José, seu pai adotivo, lhe ensinou o ofício de carpinteiro desde menino. A madeira era seu instrumento de trabalho. E agora a madeira é sua sentença de morte. Este é o lenho da cruz pelo qual veio a salvação do mundo. Queria eu poder carregar esta cruz em seu lugar e carregar comigo todos os pecados humanos. Mas eu não posso, Ele é divino homem e divino Deus. Eu somente, humana pela graça divina.

via_crucis_by_alvirdimus-d55fdo5

Rogo por todos que carregam seus fardos e que as forças estão nos limites;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

 

TERCEIRA ESTAÇÃO: DOS JOELHOS RALADOS DOS PRIMEIROS PASSOS À PRIMEIRA QUEDA COM A CRUZ

Maria: Eu acompanhei seus primeiros passos. Ainda tão inseguros, precisavam de apoio e firmeza para caminhar curtas distâncias. Beijei seus joelhos ralados e lhe disse várias vezes: “Vai passar! ” Olhar para esta criança tão frágil e tão dependente me fazia, por alguns instantes, esquecer que Ele era Deus. Como poderia um Deus tão grande se fazer tão pequeno? Agora seus passos tinham segurança, era necessário caminhar até o calvário e Ele sabia disto. Mas ele precisava de apoio e firmeza, que não tendo o fazem cair pela primeira vez. Agora, ele não tem o meu colo. Eu não posso dizer: “Vai ficar tudo bem. ”

Rogo por todos os que caiem e não tem forças para se levantar;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

QUARTA ESTAÇÃO: O NOSSO ENCONTRO

Maria: Sim, eu sei que esta é a vontade do Pai. Meu Filho veio ao mundo para trazer a salvação. Mas que dor! Eis que eu o encontro. Olhar nos olhos de meu grande amor e sorrir-lhe para dizer que eu estou ali, que eu compreendo, para lhe confortar não é uma tarefa fácil. Suas feridas no corpo são as minhas na alma. Parece que o mundo pára e trocamos olhares infinitos. Queria eu pegá-lo no colo e dizer àquela multidão que gritava: “O meu filho não! Ele é inocente!”.

Rogo por todos que estão desencontrados do amor verdadeiro;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

QUINTA ESTAÇÃO: UMA AJUDA NECESSÁRIA A MEU FILHO

Maria: Tudo escurece ao meu redor. São os pecados do mundo cada vez mais pesados sobre meu filho. Após a primeira queda as forças diminuem. Mas eis que obrigam um homem, tal Simão de Cirene, a ajudá-lo. Como sou grata a este que divide com Jesus o peso durante a caminhada! Como conforta o coração de uma mãe saber que seu filho foi amparado e sua dor, mesmo que por instantes, diminuída. E sigo, ao lado deles, carregando também a minha cruz.

Rogo por todos que precisam de ajuda que encontre um Cireneu pelo caminho;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

SEXTA ESTAÇÃO: MEU SANGUE ENXUGADO POR VERÔNICA

Maria: Eis que se aproxima uma jovem e com um pano de linho seca muito mais que suas lágrimas, seca meu sangue que em Jesus é sangue humano e divino. O seu belo rosto fica impresso neste tecido. Rosto que eu acariciei tantas vezes, que eu vi sorrir, que tinha os meus traços. Agora este rosto esta desfigurado, sofrido, irreconhecível.

Rogo pelos que sofrem para que sempre encontre pelo caminho sempre uma pessoa que lhe ajude.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

SÉTIMA ESTAÇÃO: NÃO POSSO SECAR AS LÁGRIMAS DE SUA SEGUNDA QUEDA

Maria: Meu filho, meu filho, meu filho, meu grande amor, meu Deus, meu tudo. O teu cansaço é meu cansaço, a tua dor é a minha dor. Sigo contigo neste calvário silencioso com meu coração cheio partido. Só tenho a te oferecer o meu olhar materno que compreende que esta é a vontade do Pai. Não questiono, duvido ou reclamo mas vivo intensamente cada pedacinho deste sofrimento. E ela acontece, sua segunda queda. E como dói te ver ao chão pela segunda vez.

Rogo por todos que choram pelas suas quedas para que encontre forças para continuar a jornada;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

OITAVA ESTAÇÃO: AS MULHERES PIEDOSAS E A DOR DE UMA MÃE

MARIA: Choro por ver meu filho sofrer na mão dos algozes mas sei que este sofrimento é necessário para que os pecadores se arrependam de seus pecados. Meu choro é maior por pensar que todo este sangue derramado será desperdiçado por aqueles que rejeitaram e rejeitarão a salvação. Choro porque muitos dos meus filhos amados se perderão pois não rezam. Porém, o meu choro é mais leve pois sei que muitos usufruirão da salvação, muitos darão valor ao sangue derramado. Ele consola as mulheres que como eu sofrem as dores de seus filhos.

Rogo para que todo pecador possa se arrepender e encontre a meu filho para que possa nortear seus passos;

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

NONA ESTAÇÃO: A TERCEIRA QUEDA ESMAGA MEU CORAÇÃO

Maria: Uma caminhada difícil para dos dois corações o meu sofria por ver meu filho sendo esmagado pela enorme força que Ele fazia em trazer em suas costa o madeiro e o peso dos pecados da humanidade. Ao olha-lo fazendo tanta força e vê-lo transfigurado e a imponência de não poder fazer nada sinto meu coração sendo esmagado de tanta angustia.

Rogo por todos que estão esmagados pelo peso da cruz e desesperados.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

DÉCIMA ESTAÇÃO: SEU FRÁGIL CORPO É EXPOSTO

Maria: Ao contempla-lo sendo despido de suas roupas recordo de todas as vezes que tive que fazer para cuidar, limpa-lo e recordo de todas as vezes que que tive Ele nu em meus braços frágil e necessitado de meus cuidados, agora vejo ele nu e necessitado de minhas mão e não posso fazer nada a impotência consome minha alma e as lagrimas banham meu rosto.

Rogo por todos que estão se sentindo sozinhos e despido de sua dignidade humana.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

DÉCIMA PRIMEIRA ESTAÇÃO: AS MÃOS QUE ME AFAGARAM SÃO PREGADAS NA CRUZ

Maria: Mão que tantas as vezes me serviam e que construíram coisas para mim e para os outros no trabalho simples da carpintaria e tantas as vezes demostrar seu enorme carinho e mãos que muitas vezes se segurava as minhas para que eu a conduzisse pelo caminho agora estas mesmas mãos são unidas a cruz de uma forma tão bruta para conduzir a humanidade ao um novo amanhecer.

Rogo por todos os desempregados e mutilados pelo pecado que não podem usar suas mãos mais para o trabalho e nem mais para afagar os que amam.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

DÉCIMA SEGUNDA ESTAÇÃO: E A ESPADA DE DOR TRANSPASSOU A MINHA ALMA

Maria: A minha via sacra chega em um momento verdadeiro ver meu filho unido ao madeiro e desfigurado pelo pecado da humanidade faz-me recordar da fala de uma velha profeta Ana que no templo me dize “uma espada de dor transpassou a minha alma” é assim que me sinto transpassada, mas uma grande certeza alimenta minha alma e mantem de pé.

Rogo por todos que estão sofrendo dores insuportáveis por consequências dos pecados pessoas e da sociedade.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

 

DÉCIMA TERCEIRA ESTAÇÃO: SEM VIDA A MIM ENTREGUE

Maria: Um dia senti seu coração pela primeira vez ele batia rápido e forte o calor de seu corpo unia ao meu era frágil e tão pequeno agora mais uma vezes colocado em meio colo, mas desta vez está sem vida não posso mais sentir seu coração minhas lagrimas lavam seu corpo banhados de sangue, mas meu coração está a certeza que tudo está consumado e tenho que me manter firme porque sei que o novo amanhecer está perto.

Rogo por todos que estão mortos em situações de pecados.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!

 

DÉCIMA QUARTA ESTAÇÃO: O SEPULCRO É MEU CORAÇÃO

Maria: Após ter depositado meu amado filho no sepulcro, colocado uma pedra para fechar a porta e ter ido embora na esperança do cumprimento da promessas, mas ao caminhar para casa com meu coração em pedaços não existe maior sepulcro que meu coração.

Rogo por todos que estão no sepulcros do pecado.

  • Ave Maria
  • Pai Nosso
  • Gloria ao Pai

Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro!